Eu posso vender Energia Solar Fotovoltaica?

Quer descobrir como é possível vender Energia Solar?

O aumento da demanda por energia elétrica limpa é cada vez maior. Nesse sentido, as energias sustentáveis têm conquistado um espaço cada vez maior pelo mundo. Isso fez com que muitos empreendedores vissem a oportunidade de lucrar vendendo energia.  A energia solar é uma fonte de energia limpa que cresce cada vez mais não só no Brasil mas no mundo todo.

Por isso, diversos empresas já começam a lucrar com a venda de sistemas solares e equipamentos movidos à luz do sol. E quando o assunto é energia solar, uma dúvida muito comum é: eu posso vender Energia Solar Fotovoltaica?

No post de hoje vamos responder essa pergunta da maneira mais completa possível. Mas antes, vamos entender como produzir a energia solar. Continue acompanhando!

vender energia solar

Como produzir a energia solar?

Atualmente no Brasil, todo tipo de consumidor de energia elétrica pode se tornar um produtor de energia solar, por meio das regras de geração distribuída. Seja para uma residência, estabelecimento comercial, indústrias e até mesmo agro produtores podem produzir sua própria energia com um sistema solar.

As regras para geração distribuída foram definidas pela ANEEL na Resolução Normativa Nº 482, do dia 17 de abril do ano de 2012. Com isso, foi regulamentado o acesso de micro geração e mini geração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica.

Em seguida, no ano de 2015 a Resolução Normativa Nº 687 foi responsável por atualizar as regras de geração de energia. Permitindo que todo consumidor ativamente cadastrado no Ministério da Fazenda, por meio de um CPF ou CNPJ, tenha a permissão para conectar um sistema gerador de energia elétrico.

As fontes de energia que podem ser utilizadas de acordo com a resolução são: biomassa, fotovoltaica, eólica, hidráulica e cogeração qualificada, conectadas às redes de distribuição elétricas.

Micro geração

A micro geração distribuída caracteriza-se em sistemas geradores de energia elétrica, que possuam uma potência inferior ou igual a 75 kW, e que utilize umas das fontes citadas.

Mini geração

Já a mini geração distribuída consiste em sistemas geradores de energia elétrica, que possuem uma potência superior a 75 kW e obrigatoriamente menor ou igual a 3 MW. Isso no caso dos sistemas que utilizam fontes hídricas, para os sistemas que utilizam a energia fotovoltaica, biomassa, eólica e cogeração qualificada, o limite máximo é de 5 MW.

vender energia solar fotovoltaica

Como é feita a venda de energia elétrica?

Após entender como é possível gerar sua própria energia, vamos prosseguir nosso guia falando sobre como é o processo de venda e consumo de energia. O órgão responsável por gerenciar toda a oferta e geração de energia elétrica no Brasil é a ANEEL, além de contratar energia pelo menor valor de mercado, por meio de leilões oferecidos a empresas concessionárias.

O objetivo principal deste leilão de venda de energia elétrica é disponibilizar aos distribuidores e comercializadores, os lotes de energia que são ofertados. Esses lotes são oferecidos por empresas geradoras estaduais, privadas e federais e por meio do leilão é possível assegurar que os interessados tenham acesso a energia de forma igualitária.

Com isso, é muito importante entender que o Brasil possui dois grandes principais mercados de energia elétrica. Sendo eles, o Ambiente de Contratação Livre (ACL) e Ambiente de Contratação Regulada.

Agora que você já sabe como é possível vender energia elétrica, vamos dar continuidade ao guia sobre como vender energia solar.

venda de energia solar

Como é possível vender energia solar?

Uma das alternativas para a venda de energia solar é por meio das usinas solares de grande porte, como é o caso de Ituverava (Tabocas do Brejo Velho, Bahia). A usina possui uma capacidade de 254 MW de potências instalados, da proprietária Enel Green Power.

Dessa forma, a energia solar produzida nessa usina pode ser disponibilizada no mercado de energia por meio de leilões controlados pela ANEEL, como foi falado antes. Nos leilões é possível conferir as propostas feitas de fornecimento de energia, geralmente a unidade de energia é ofertada por preços inferiores quando comparada a energia elétrica distribuída na rede.

Também existe a opção de leilões para suprir demandas futuras de energia, que são chamados de “Leilão de Energia de Reserva” (LER). Nesta modalidade, as empresas que compram os lotes recebem um prazo para utilizar a energia comprada, que pode variar de 2 a 5 anos.

No entanto, desde o ano de 2014, apenas 3 LER’S foram concebidos, e as primeiras usinas foram entregues entre os anos de 2017 e 2018. Mas, esse tipo de modalidade de venda só pode ser utilizada para grandes produtores.

Para os pequenos produtores, é possível se tornar um agente gerador de energia elétrica por meio do livre mercado. Dessa maneira, é possível oferecer energia para qualquer tipo de consumidor do mercado livre que possua uma demanda contratada de até 500 kW até 3 MW.

No entanto, para isso é preciso que o consumidor utilize uma das fontes de energia limpa, como é o caso da biomassa, eólica, hidráulica, cogeração qualificada e fotovoltaica. Além disso, é necessário ser associado da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica para atender os consumidores.

vender energia solar fotovoltaica no mercado livre

Como vender energia solar gerada no meu telhado?

Uma das dúvidas mais comuns quando o assunto é vender energia solar fotovoltaica é: “como vender a energia solar gerada no meu telhado?”

Caso você não faça parte do consumidores que utilizam a energia em alta tensão, grupo A, ou não possui uma demanda contratada superior a 500 kW, infelizmente temos uma má notícia. Isso quer dizer que você se encaixa no grupo de contratação regulada (ACR), e,por isso não é possível comercializar a energia gerada em seu telhado.

Mas a boa notícia é que para os consumidores do grupo A e B, é possível contar com a geração distribuída. Que garante uma economia de até 95% no valor da conta de luz por meio da instalação de sistemas fotovoltaicos com o auxílio do Sistema de Compensação de Energia Elétrica e os Créditos Energéticos.

venda de energia solar

Como funciona o Sistema de Compensação?

Durante o processo de regulamentação de injeção e consumo de energia elétrica no Brasil, foi estabelecido o sistema de compensação de energia elétrica. Com isso, a energia ativa, em Watts que é injetada por uma unidade consumidora, pode ser emprestada para a distribuidora local para ser compensada em forma de créditos energéticos. Eles podem ser utilizados em unidades consumidores que possuam o mesmo titular.

Os créditos energéticos podem ser utilizados para obter descontos nas contas de luz, possuindo um prazo de utilização de até 60 meses. Uma vez que é possível acumular os créditos energéticos para utilizar posteriormente.

E aí, aprendeu como vender energia solar fotovoltaica? Então não se esqueça de compartilhar esse post em suas redes sociais para que seus conhecidos também fiquem por dentro dessa oportunidade!