5 (100%) 6 votes

Energia solar no campo: a agricultura é uma atividade fundamental para o Brasil. De acordo com dados estatísticos do PIB (Produto Interno Bruto) o setor de Agropecuária registrou um aumento de 14,5%. No entanto, à medida que o segmento cresce, o meio ambiente sofre com impactos negativos assim como só consumo de recursos naturais só aumenta.

Com isso, grandes produtores buscam alternativas para criar novas técnicas de produção que não causem tantos impactos negativos ao meio ambiente. Dessa forma, as fontes de energia limpa, como a fotovoltaica exerce uma função importante na redução do impacto ambiental e garante a autonomia energética para os produtores rurais.

Some isso ao fato de que, nos últimos anos, os sistemas solares apresentam uma queda de preço, o que incentivou ainda mais a adoção de sistemas solares no campo. Entretanto, o número de sistemas fotovoltaicos instalados no campo ainda é baixo, uma vez que os benefícios da energia solar no campo ainda são uma novidade para muitos brasileiros.

Por isso, no post de hoje elaboramos um guia completo sobre os 7 benefícios da energia solar no campo. Ficou curioso? Então continue acompanhando!

energia solar no campo como ganhar dinheiro com energia solar

Entenda um pouco mais sobre a energia solar no campo

A geração de energia elétrica por meio de sistemas solares cresce cada vez mais no Brasil, mesmo representando apenas 0,8% da produção energética do país. Essa pequena porcentagem pode ser explicada pelo alto custo de aquisição dos sistemas fotovoltaicos e a falta de conhecimento sobre o funcionamento da energia solar.

Por isso, antes de conferir todos os benefícios da energia solar no campo, é importante entender o funcionamento do sistema fotovoltaico. Nesse tipo de sistema a irradiação solar é coletada para ser transformada em energia elétrica por meio de materiais semicondutores, como o silício.

Quando as placas solares são expostas a luz solar, os elétrons do material iluminado são responsáveis por absorver os fótons e transformar em energia elétrica. Em seguida, o inversor converte a corrente para distribuir por meio do quadro todos os equipamentos elétricos da residência ou empresa.

Agora que você já entende um pouco mais do funcionamento da energia solar, confira os sete benefícios da energia solar no campo:

1. Assegura a autonomia energética aos produtores

Os produtores que trabalham com o auxílio da energia solar no campo, pode contar com a autonomia energética. Desse modo, os produtores deixam de depender de outras fontes não renováveis e principalmente da rede energia elétrica, uma vez que ainda existem muitas regiões com condições e estruturas precárias de sistema elétrico.

Atualmente os produtores podem adquirir diferentes tipos de sistemas fotovoltaicos, fazendo da energia solar no campo uma alternativa viável para diversos perfis de produtor. Como por exemplo o armazenamento da energia fotovoltaica produzida, conversão da energia excedente em créditos e até mesmo usinas flutuantes.

A pecuária também pode ser otimizada com a energia solar no campo, seja por meio de resfriamento para alimentos ou cercas elétricas para controle adequado do gado. Todas essas alternativas garantem a autonomia energética mesmo nas ocasiões de baixa claridade, onde a incidência solar é menor.

como ganhar dinheiro com energia solar (1)

2. Otimiza a agricultura de precisão

A utilização da energia solar no campo resulta em uma economia de até 95% na conta de luz para os produtores. Essa redução nos custos da eletricidade, é um fator fundamental para incentivar o aumento de painéis fotovoltaicos em sua propriedade, contribuindo também para a adoção técnicas sustentáveis e a agricultura de precisão.

A agricultura de precisão caracteriza-se na utilização de meios tecnológicos avanços para avaliar e mensurar de forma precisa as condições do solo e clima no campo. Dessa maneira, é possível contar com dados específicos de áreas produção, para garantir um processo de automação eficiente.

Nesse sentido, a energia solar no campo garante a economia na automação da comunicação por meio da telemetria. Com isso, os produtores utilizam medições e coleta de informações em pontos móveis para transmiti-los para um receptor que efetua o monitoramento da produção.

Com isso, a agricultura de precisão é otimizada com a ajuda da energia solar, potencializando ainda mais os resultados dessa prática.

3. Contribui diretamente para economia na dessalinização

No Brasil é comum encontrar grandes quantidades de águas com níveis altos de salinização durante o processo de perfuração de poços artesianos. Dessa maneira, muitos produtores necessitam da dessalinização.

Nesse sentindo, a energia solar no campo contribui diretamente, uma vez que a energia elétrica gerada pode ser utilizada para processos e técnicas de dessalinização. Além de possibilitar o consumo da água para a produção e consumo, essa prática pode gerar benefícios para outros processos de produção.

Como por exemplo em tanques de criação de tilápia, onde os rejeitos salinos obtidos por meio da filtragem da dessalinização são utilizados. Possibilitando também a utilização da água dos tanques para irrigar plantas tolerantes a salinidade.

energia solar

4. Reduz os custos com irrigação.

Muitas técnicas e processos de irrigação utilizam grande quantidade de energia elétrica para garantir um funcionamento adequado. Com isso, os produtores arcam com altos custos na conta de luz, além dos gastos com manutenção no sistema de irrigação.

Desse modo, diversos produtores rurais começaram a utilizar sistemas de irrigação que utiliza a energia solar como fonte de energia. A energia solar no campo garante a economia por meio da alta incidência solar no país e ainda conta com baixos custos de manutenção.

Os produtores que utilizam a energia solar no campo para irrigação juntamente de um poço artesiano garantem um processo de automatização realmente eficiente.

5. Permite um melhor aproveitamento do espaço físico

Alguns produtores acreditam que adotar um sistema de geração de energia fotovoltaica não é uma alternativa viável pois os painéis solares podem ocupar grandes espaços físicos. No entanto, atualmente já é possível adquirir usinas solares flutuantes, otimizando a conservação do meio ambiente e preservando a destinação do espaço físico.

Além de não ocupar nenhum espaço próprio para produção a usina flutuante pode reduzir a evaporação, aumentando a quantidade de água para produção. Para aumentar as vantagens, o produtor ainda pode vender a energia produzida para propriedades vizinhas.

energia solar no camp

6. Auxilia na produção leiteira

Muitos criadores de gado leiteiro enfrentam problemas e instabilidades frequentes do sistema de energia da distribuidora local. Em alguns casos onde acontece a falta de energia existe o risco das vacas apresentarem problemas de mastite, uma vez que as ordenhadeiras não podem funcionar.

A falta de energia também afeta negativamente os tanques de energia, podendo comprometer grandes quantidades de leite. Mas, com o auxílio da energia solar no campo, é possível atuar com sistemas que possuem armazenamento de energia.

Desse modo, é possível garantir o funcionamento das ordenhadeiras e tanques de resfriação mesmo sem o fornecimento da energia solar ou da rede elétrica. Com isso, é possível diminuir perdas e reduzir os impactos negativos na produção.

7. Baixos custos das manutenções preventivas e corretivas

Outro benefício da energia solar no campo são os baixos custos referentes às manutenções preventivas e corretivas. Vale ressaltar que para garantir a economia na manutenção, é fundamental um projeto bem elaborado e uma instalação correta a energia solar.

Comparando aos sistemas de irrigação e outros sistemas e ferramentas presente no cotidiano rural, a energia solar é uma alternativa muito viável. Mesmo produzindo energia apenas 12 horas por dia, a energia solar no campo necessita de pouca manutenção a um custo baixo.

Entre os principais cuidados necessários estão a limpeza dos módulos a cada seis meses, que pode ser feita pelo próprio produtor rural. Mesmo em meio a plantações e grandes quantidades de poeira, as placas solares contam com uma película antiaderente para evitar o acúmulo de sujeira.

Outro processo fundamental para garantir o funcionamento de um sistema solar é a manutenção elétrica do sistema, esse procedimento deve ser feito apenas uma vez ao ano. Com isso, é possível analisar as condições de geração do sistema, avaliando os disjuntores e fusíveis para garantir o funcionamento adequado.

Tudo isso somado à uma vida útil de 25 anos em média, fazem da energia solar no campo uma alternativa capaz de garantir economia e sustentabilidade. Por isso, a energia fotovoltaica cresce cada vez mais na agricultura e pecuária.

E aí, entendeu como a energia solar no campo pode beneficiar os produtores rurais? Para continuar aprendendo sobre o segmento fotovoltaico, não deixe de conferir nosso post sobre financiamento fotovoltaico. Até a próxima!