Cada vez mais consumidores buscam a energia solar para suas residências e empresas como alternativa para redução dos custos da conta de luz. E para garantir a eficiência e aproveitar todos os benefícios dessa fonte de energia é fundamental conhecer as tecnologias que fazem parte dos principais aparelhos e sistemas de geração.

Entretanto, a energia fotovoltaica apresenta novas tecnologias e diversas maneiras de utilização cada vez mais rápido. Apesar do crescimento no Brasil, a energia solar ainda é pouco mencionada e muitos consumidores ainda não conhecem todo o potencial do setor fotovoltaico no país.

E é por isso que no post de hoje vamos falar sobre as principais tecnologias do mercado de energia solar explicando um pouco sobre cada uma delas. Continue acompanhando!

Painel solar

Com certeza essa é a principal tecnologia do setor, sendo cada vez mais utilizada. Seja para redução de custos com energia e como fonte de energia limpa (pois não emite poluentes durante sua produção ou utilização).

Todos os painéis solares são feitos do mesmo material: o silício, que é o principal elemento químico responsável por gerar a energia elétrica. Por ser um material com propriedade de semicondutor, é o responsável por gerar a corrente elétrica.

Conheça as principais tecnologias do mercado de energia solar (4)

E é exatamente por esse motivo, que quanto mais puro for o silício utilizado, melhor será a conversão da energia fotovoltaica em eletricidade. A seguir conheça um pouco mais sobre os principais tipos de painéis solares comercializados:

Monocristalino

Esse é o tipo de painel solar que apresenta a maior eficiência entre os modelos vendidos, variando entre 15% e podendo chegar até os 22%. Outra vantagem é que esses painéis são mais compactos, economizando espaço sem perder desempenho por isso.

Entretanto, essa tecnologia apresenta custos maiores, devido ao silício de alta pureza utilizado em sua composição. Sendo uma alternativa que pode não caber no orçamento de grande parte da população brasileira.

Policristalino

Já esse tipo de tecnologia assemelha-se a monocristalino. No entanto, a quantidade de silício em sua composição é bem inferior, o que resulta em sistemas de geração mais baratos, quando comparado aos monocristalinos.

Devido a menor presença de resíduos de silício, a eficiência desse tipo de tecnologia pode variar de 14% até 20%.

Película fina

Esse tipo de painel solar é feito com materiais como, células solares orgânicas, silício amorfo, telureto de cádmio cobre, gálio seleneto e índio. Essa mistura em sua composição explica porque essa tecnologia é mais barata.

Entretanto, a eficiência desse tipo de painel fotovoltaico varia entre 7% e 13%, o que resulta em uma grande área de instalação, elevando o valor final do sistema. Outro ponto negativo é: a vida útil do painel de película final é apenas metade dos outros tipos encontrados no mercado

Acessórios portáteis solares

Atualmente já é comum encontrar acessórios portáteis para gerar energia para produtos eletrônicos. Dessa maneira, a lista de acessórios solares disponíveis no mercado é muito extensa, indo de carregadores de smartphones solares à mochilas que contam com pequenos painéis solares em seu design.

A popularização de fontes de energia limpas (que não emite poluentes durante sua produção ou utilização) aumenta a cada dia. Com isso, a tecnologia fotovoltaica é adaptada para atender todas as necessidades dos consumidores, além dos avanços tecnológicos que permitem produtos cada vez mais eficientes.

Conheça as principais tecnologias do mercado de energia solar (2)

Inversor solar

O inversor solar é outra tecnologia fundamental para a conversão da energia fotovoltaica para a elétrica. Caracteriza-se em um equipamento eletrônico que converte a corrente elétrica contínua (CC) em alternada (sinal elétrico) no sistema solar. Ou seja, o “adaptador” de energia do sistema de geração.

Essa tecnologia também é responsável por garantir a segurança do sistema, pois além de otimizar a produção de energia também realiza o monitoramento do funcionamento do sistema. Alguns modelos apresentam transformadores em seu interior, mas também é comum encontrar fabricantes que não utilizam transformadores para entregar um desempenho melhor.

E então, conseguiu aprender um pouco sobre as principais tecnologias do mercado de energia solar? Para continuar se atualizando sobre o setor fotovoltaico, não deixe de ler nosso post sobre as tendências do mercado de energia solar!

Artigos recomendados:

[wp_show_posts id=”2882″]